Os sete sacramentos são necessários Leave a comment

Na fé católica, os sete sacramentos são muito importantes e devem ser recebidos por todos os fiéis. Os sacramentos podem curar espiritual e fisicamente alguém, trazer novos membros à fé, perdoar os pecados, confirmar a fé em Cristo, permitir o nascimento de uma família, dar vida às vocações, e entre inúmeros outros benefícios.

O Labora Store vai conduzir você durante este texto, explicando a essência de cada um dos sete sacramentos católicos.

Os sacramentos da iniciação cristã

Entre os sete sacramentos, três são considerados como sendo os da iniciação cristã: o batismo, o crisma (ou confirmação) e a eucaristia. Cada um desses é destinado a fortalecer a fé e forjar nos cristãos um relacionamento mais profundo com Deus. O batismo livra do pecado original, a confirmação fortalece a fé e a eucaristia permite receber o corpo e o sangue de Jesus Cristo.

1. Sacramento do Batismo

“Ide, pois, e ensinai todas as nações; batizai-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.” (Mateus 28, 19)

O batismo é obrigatoriamente o primeiro dos sete sacramentos, pelo qual o batizado se une a Cristo e à Igreja. Nenhum outro sacramento pode ser recebido antes dele. Este é o primeiro passo no relacionamento do fiel com Deus e a Igreja. 

O diácono, o padre ou o bispo realizam este rito fazendo uso da água para purificar o ser humano do seu pecado original. O batizado tradicionalmente veste roupas brancas, traz consigo uma vela acesa e é ungido com óleo santo, na companhia de seus pais e padrinhos. 

É comum que o sacramento seja dado a uma criança pequena. No entanto, nunca é tarde e ninguém está velho demais para começar sua jornada com Deus. Portanto, pode-se batizar pessoas de todas as idades.

2. Sacramento do Crisma ou Confirmação

“Seja firme e corajoso. Não te atemorizes, não tenhas medo, porque o Senhor está contigo em qualquer parte para onde fores.” (Josué 1, 9)

Este é o sacramento que segue como parte do processo da iniciação cristã. No crisma, o fiel recebe o dom do Espírito Santo e continua seu caminho com Cristo, confirmando a sua fé perante a Igreja.

Durante a confirmação, o católico é ungido na testa com óleo santo por um bispo, enquanto é acompanhado pelo seu padrinho ou madrinha. Quando crismado, o fiel afirma que deseja continuar sua jornada com Deus e aumentar seu relacionamento com Ele.

Como o batismo geralmente acontece quando o fiel é bem pequeno, o Crisma é uma ótima maneira do jovem ou adulto assumir para si a própria fé, que fora antes confirmada pelos seus pais e padrinhos. 

3. Sacramento da Eucaristia

“Enquanto comiam, Jesus tomou um pão e, depois de uma bênção, partiu-o e deu-o aos discípulos, dizendo: “Tomai e comei; isto é meu corpo.” (Mateus 26, 26)  

A Eucaristia é o momento em que o corpo e o sangue de Jesus Cristo são oferecidos e depois recebidos pelo católico na forma de pão e vinho. Entre os sete sacramentos, é o que recebe a maior devoção dos católicos, principalmente por meio da adoração. 

Jesus, durante a Última Ceia, partiu o pão, comeu e o deu aos seus discípulos, orientando que comessem. Depois, pegou o cálice com o vinho, rendeu graças e distribuiu entre eles para que bebessem, pois era o Seu sangue. 

O padre, fazendo uso das palavras consecratórias, abençoa e administra a Sagrada Eucaristia durante cada Missa para lembrar os fiéis que eles são um só com Jesus, e que o sangue e o corpo de Cristo são os alimentos da alma.

Os sacramentos da Cura

Entre os sete sacramentos, dois são conhecidos por proporcionarem curas espirituais e físicas aos fiéis: a confissão (ou penitência) e a unção dos enfermos. A confissão permite a absolvição das pessoas que se distanciaram de Deus por causa do pecado. Ungir os enfermos permite a cura física (quando for da vontade de Deus) e espiritual.

Qualquer pessoa enferma, mesmo que não corra risco de morte, pode receber este sacramento. Um sacerdote o unge e ora sobre ele, clamando a Cristo para fortalecê-lo e curá-lo.

4. Sacramento da Confissão ou Penitência

“Quem esconde seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os renuncia encontra misericórdia.” (Provérbios 28:1)

No sacramento da confissão, o fiel confessa suas falhas a Deus, por meio de um sacerdote, e, arrependido, tem os seus pecados perdoados pela misericórdia do Senhor, sendo imediatamente orientado a viver de maneira mais correta e fiel a Deus.

O sacramento da confissão é essencial para os católicos viverem frutiferamente a palavra de Deus. Aqui, o ser humano reconhece não ser perfeito, por mais que tente ser, e que necessita da misericórdia do Senhor. 

Se negar a buscar a Confissão nasce de um escândalo protestante: não aceitar a verdade de que Deus usa instrumentos humanos para redimir a humanidade. Ele usou Maria para trazer o Seu Filho ao mundo; usou os Apóstolos para transmitir a Verdade às nações; e, ainda hoje, usa as mãos dos bispos e sacerdotes – os sucessores dos Doze – para trazer a Sua presença aos fiéis.

Impossível não recordar as passagens dos Evangelhos em que Jesus perdoava os pecados às pessoas, e os escribas, desconfiados, pensavam que Ele blasfemava. Formados na ciência das Escrituras, estes sabiam bem que só Deus podia perdoar os pecados. Ao mesmo tempo, porém, ignoravam não só a divindade de Jesus, como não aceitavam que Ele pudesse conceder o poder do perdão também aos seres humanos (cf. Mt 9, 8).

Foi justamente o que fez Nosso Senhor quando, depois da ressurreição, reunidos os Doze, disse-lhes: “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, serão perdoados; a quem os retiverdes, lhes serão retidos” ( Jo 20, 23). Com isso, Ele confirmava o poder das chaves, dado aos Apóstolos (cf. Mt 28, 16-20), deixando bem claro que “a reconciliação com a Igreja é inseparável da reconciliação com Deus” [1].

5. Sacramento da Unção dos Enfermos


“E expulsaram muitos demônios e ungiram com óleo muitos enfermos e os curaram.” (Marcos 6, 13)

Este sacramento só é concedido aos que estão sofrendo, aflitos e doentes para que estejam infligidos à paixão de Cristo, fazendo com que os doentes se sintam fortalecidos e mais conectados com Deus, tanto na alma quanto no corpo 

Ungir a fronte e as mãos com óleo santo é uma forma de conceder uma bênção especial às pessoas, para que estejam confiantes na vontade, misericórdia e piedade de Deus, que é como este sacramento deve ser recebido. 

Os Sacramentos do Serviço

Nos sete sacramentos, dois estão diretamente ligados à vivência da vocação. Por meio do matrimônio e das ordens sagradas, os casais e o clero prometem servir e edificar a Santa Igreja.

6. Sacramento do Matrimônio

“‘Pois eu conheço os planos que tenho para vocês’, declara o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de prejudicá-los, planos de lhes dar esperança e um futuro.’” (Jeremias 29, 11)

O sacramento do matrimônio não é apenas uma união entre marido e mulher. O amor que o casal tem um pelo outro e por Cristo reflete o amor e o serviço de Jesus à Igreja. 

Por meio dele, um casal promete ajudar a construir um ao outro na fé, servir um ao outro e à Igreja, acolher os filhos que forem confiados por Deus e ser fiel um ao outro até a morte.

3. Sacramento das Ordens Sagradas

“Eu te darei as chaves do reino dos céus, e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.” (Mateus 16, 19)

Este sacramento é destinado àqueles que seguem o chamado religioso para se tornar diácono, sacerdote ou bispo. Por meio da ordenação, eles são capacitados para cumprir  os deveres sagrados e servir à Igreja. 

Este não é um sacramento do qual todos participam, mas apenas as pessoas que forem chamadas por Deus. Por meio dos ordenados, podemos receber o Senhor e nos purificar através de todos os outros sacramentos. 

Sem a Ordem, não há os outros sacramentos. Tal é a importância deste belíssimo sacramento.

Cada um dos sete sacramentos deve ser recebido e visto como uma oportunidade de mudança de vida, onde se experimenta verdadeiramente a misericórdia de Deus. 

Junto aos sacramentos, permita que a sua fé cresça também por meio da oração diária e das devoções especiais que a Igreja indica. Objetos como terço, Bíblia, imagens sacras e devocionários podem ajudá-lo nesse caminho.

Se você (ou alguém que conhece) está prestes a participar de um sacramento, ou procurando algo para nutrir a fé, considere visitar a plataforma do primeiro marketplace exclusivamente católico do Brasil, o Labora Store, para encontrar artigos diversos que contribuirão para a sua fé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *